Sábado, 31 de Dezembro de 2005

A Águia e o Falcão

Libertar a pessoa que se ama para que ela possa voar com as próprias asas...
Esta é uma verdade num relacionamento a dois e também nas relações familiares, de amizade e até profissionais.</p>A principal lição é saber que somente as pessoas livres serão capazes de amar-te como queres e mereces.</p>Deixa-las voar em direcção às realizações das suas vidas, respeitando sempre as suas vontades e o direito de voarem rumo ao sonho delas...</p> Um beijo para todos
</p>

indios.jpg</p>Conta uma lenda dos índios Sioux que, certa vez o Touro Bravo e Nuvem Azul chegaram de mãos dadas à tenda do velho feiticeiro da tribo e pediram:</p> - Nós amamos-nos e vamos casar-nos. Mas amamos-nos tanto que queremos um conselho que nos garanta ficar sempre juntos, que nos dê a certeza que estaremos um ao lado do outro até a morte.
- Há algo que possamos fazer? </p>O velho, emocionado ao vê-los tão jovens, tão apaixonados e tão ansiosos por uma palavra, disse: </br>-Há uma coisa a fazer, mas é uma tarefa muito difícil e sacrificada.
- Tu Nuvem Azul, deves escalar o monte ao norte da aldeia e apenas com uma rede, caçar o falcão mais vigoroso e trazê-lo aqui, com vida, até o terceiro dia depois da lua cheia.
- E tu Touro Bravo, deves escalar a montanha do trono e lá em cima, encontrarás a mais brava de todas as águias. Somente com uma rede deverás apanhá-la, trazendo-a para mim viva! </p> Os jovens abraçaram-se com ternura e logo partiram para cumprir a missão. </p>No dia estabelecido, na frente da tenda do feiticeiro, os dois esperavam com as aves. O velho tirou-as dos sacos e constatou que eram verdadeiramente formosos exemplares dos animais que ele tinha pedido. </p>- E agora, o que fazemos? - Perguntaram os jovens.
- Peguem as aves e amarrem uma à outra pelos pés com essas fitas de couro.
Quando estiverem amarradas, soltem-nas para que voem livres.
Eles fizeram o que lhes foi ordenado e soltaram os pássaros. A águia e o falcão tentaram voar, mas conseguiram apenas saltar pelo terreno.</p>Minutos depois, irritadas pela impossibilidade do vôo, as aves arremessaram-se uma contra a outra, bicando-se até se magoarem. </p>Então o velho disse:
- Jamais esqueçam o que estão a ver, esse é o meu conselho. Vocês são como a águia e o falcão. Se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, não só viverão arrastando-se como também, mais cedo ou tarde, começarão a magoar-se um ao outro.
Se quiserem que o amor entre vocês perdure, voem juntos, mas jamais amarrados...</p>
publicado por Gina Geadas às 00:10
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2005

O que fazer...?

Aproveitando a época Natalicia gostaria de vos alertar para algo que para mim, é no minimo curioso...</p>É curioso, o simples que é para as pessoas dizerem mal de Deus e que não entendem como o mundo vai de mal a pior.</p> Mais curioso ainda, é ver como se pode estar tão crente em Deus ao domingo, e ser um cristão invisível no resto da semana.</p>É curioso como acreditamos em tudo aquilo que lemos nos jornais, mas questionamos as palavras de Deus.</p> É curioso, como todos querem ir para o Céu, mas nada fazem para merecê-lo.</p> É curioso como as pessoas dizem:</br>- "Eu creio em Deus!" - mas, com as suas acções, mostram totalmente o contrário. </p> Desafio-vos a imaginarem-se na situação abaixo descrita, e depois digam-me...o que fariam?...</p>Um beijo para todos com votos de um
Feliz Natal
</p>

crucify.jpg</p>É uma típica tarde de sexta-feira e conduzes em direcção à tua casa.</p> Sintonizas o rádio. O noticiário fala de coisas de pouca importância... Numa cidade distante morreram três pessoas com uma gripe até então totalmente desconhecida.
Não prestas muita atenção ao tal acontecimento.</p>
No dia seguinte, já não são três, mas 30 mil as pessoas mortas pela tal gripe nas colinas remotas da Índia.</br>No outro dia, já a noticia é mais importante, ocupando a primeira página de todos os jornais, porque já não é só na Índia, mas também no Paquistão, Irão e Afeganistão. Enfim, a notícia espalha-se pelo mundo. Chamam-lhe a doença de "La Influenza Misteriosa" e todos se perguntam:</br> -Que faremos para controlá-la?</br> Então, uma notícia surpreende a todos:
Europa fecha as suas fronteiras começando o pânico!</p>Estás ligado em todos os meios de comunicação, para te manteres informado da situação. As informações dizem que, quando se contrai o vírus, é questão de uma semana e nem se percebe, tendo quatro dias de sintomas horríveis levando á morte em questão de horas.Parece que a coisa invadiu o mundo inteiro.</p> De repente, vem a notícia esperada:
Conseguiram decifrar o código de ADN do vírus!</p> É possível fabricar o antídoto! É preciso, para isso, conseguir sangue de alguém que não tenha sido infectado pelo vírus.</p> Corre por todo o mundo a notícia de que as pessoas devem ir aos hospitais fazer a análise ao seu sangue e doá-lo para o fabrico do antídoto.</p>Tu vais voluntariamente com toda tua família e alguns vizinhos, questionando-te: "Será este o final do mundo?"</p> Depois de horas num hospital improvisado um médico sai a gritar um nome que leu no seu caderno.</p>O teu filho mais pequeno, agarra-se ao teu casaco e diz:
- Pai? Esse é o meu nome!</p> E antes que possas dizer algo, levam-te o menino dizendo-te:
- Está tudo bem! O sangue dele está limpo, é sangue puro. Achamos que ele tem o sangue de que precisamos para o antídoto.Vamos só fazer uma nova analise para confirmação.</p> Depois de cinco longos minutos, o médico aproxima-se de ti:
- Obrigado senhor! O sangue de seu filho é perfeito, está limpo e puro. O antídoto finalmente poderá ser fabricado!</p> As pessoas que ali estão, choram de alegria, agradecem as suas preces terem sidos ouvidas ou apenas riem de felicidade.</p> Nisto, o médico aproxima-se de ti e da tua esposa e diz:
- Podemos falar um momento?... Não sabíamos que o doador seria uma criança e precisamos que o senhor assine uma autorização para usarmos o sangue do seu filho.</p> Quando estás a ler, percebes que não colocaram a quantidade de sangue que vão usar e perguntas:</p> - Qual a quantidade de sangue que vão usar? </p>O sorriso do médico desaparece e responde:
- Bem...não pensávamos que fosse uma criança...Não estávamos preparados...Vamos precisar de todo o sangue do seu filho.</p> Não podes acreditar no que ouves e...tratas de contestar:</br>- Mas...</p> O médico insiste:
- O Senhor não compreende?? Estamos a falar da cura para o Mundo inteiro!! Por favor, assine! Nós precisamos de todo o sangue.</p> Tu, então, perguntas:
- Mas não podem fazer-lhe uma transfusão?</p> E vem a resposta:
- Se tivéssemos sangue puro, poderíamos... mas assim, não... Assine! Por favor, assine!</p> Em silêncio, e sem sentir a caneta na mão, tu assinas.</p>Pedes para ver o teu filho uma ultima vez. Caminhas na direcção da sala de emergência onde se encontra a
criança sentada na cama dizendo:
- Pai?! Mãe?! O que está acontecer? </p> - Filho, a tua mãe e eu amamos-te muito e jamais permitiríamos que te acontecesse algo que não fosse necessário, entendes?</p>
O médico regressa:
- Sinto muito senhor, precisamos de começar. O Mundo inteiro está a morrer.</p> E, na semana seguinte, quando fazem uma cerimónia para honrar o teu filho, algumas pessoas ficam em casa a dormir, outras não vêm, porque preferem fazer um passeio ou assistir a um jogo de futebol na TV e outras vêm com um sorriso falso. Tens vontade de parar e gritar:
- O MEU FILHO MORREU POR VOCÊS!!!
NÃO SE IMPORTAM COM ISSO????</p>

Talvez seja isso que DEUS quer dizer:
- O MEU FILHO MORREU POR VOCÊS!!!
publicado por Gina Geadas às 23:35
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2005

Amigo não tem defeito...

Noutro dia... recebi uma mensagem especial, de uma amiga não menos especial...</p> E com este texto, relembrou-me que por vezes não importa como somos...</p>Que o importante é ter alguém que nos aceite e aprecie pelo que somos verdadeiramente, com todos os defeitos inerentes de um ser humano</p> E que mesmo assim com defeitos, nos ame incondicionalmente...
Um beijo para todos
</p>



cao e menino.gif</p>O dono de uma loja de animais estava a colocar um anúncio na porta.
" Cachorrinhos á Venda!"</p>Este tipo de anúncio sempre atrai as crianças, e logo um menino apareceu na loja perguntando:</p>- Qual é o preço dos cachorrinhos?</p>O dono da loja prontamente respondeu:
- Entre 30€ e 50€ </p>O menino meteu a mão ao bolso e tirou umas moedas
- Só tenho €2,37.Posso vê-los?</p>O homem sorriu e assobiando indicou ao menino onde estavam os cachorrinhos.</p>Por detrás da loja saiu a cadelinha correndo, seguida pelos cinco filhotes.
Um dos cachorrinhos estava a ficar para trás.
O menino imediatamente apontou para o cachorrinho que estava a coxear.</p>- O que aconteceu com este cachorrinho?</p>O homem explicou-lhe que quando o cachorrinho nasceu, o veterinário disse-lhe que tinha uma patinha defeituosa e que coxearia para sempre.</p>O menino emocionou-se e exclamou:
- É esse o cãozinho que eu quero comprar!</p>Ao que o homem respondeu muito convicto:
- Não, tu não vais comprar esse cachorrinho...Se realmente o queres, então eu ofereço-te como presente.</p>O menino não gostou, e fitando os olhos do homem disse-lhe:
- Eu não quero que o senhor me ofereça! Ele vale tanto como os outros, e eu vou pagar o preço completo.
Agora vou dar-lhe os meus €2,37 e em cada mês darei o que puder até que o tenha pago por completo.</p>O homem respondeu:
- Não queres mesmo comprar esse cachorrinho, pois não? Ele nunca será capaz de correr, saltar e brincar como os outros.</p>O menino baixou-se e levantou a calça para mostrar a sua perna esquerda cruelmente retorcida e inutilizada com um grande aparelho de metal.</p> Olhou de novo para o homem e disse-lhe:
- Bom, eu também não posso correr muito bem, e o cachorrinho vai precisar de alguém que o entenda.</p>O homem ficou envergonhado e os seus olhos encheram-se de lágrimas, que sorrindo disse:
- Meu rapaz, só espero que cada um destes cachorrinhos tenha um dono como tu...
publicado por Gina Geadas às 22:07
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2005

A Culpa

Acreditem no que vos digo...</br>
Não há sentimento pior que o Arrependimento e a Culpa.</p>Nos momentos de raiva cega, magoamos as pessoas que mais amamos, e muitas vezes já é tarde e não podemos curar a ferida que deixámos.</p> Quantos momentos de raiva vocês já tiveram?...</p>Momentos em que não se consegue parar e pensar nas nossas atitudes afim de evitar danos que por vezes, poderão ser irreversíveis...</p> Um beijo para todos


menino_roda_camiao.gif</p>


Era um belo dia de Sol, e um velho camionista chega a casa todo orgulhoso.
Chama a sua mulher para ver o lindo camião que comprou depois de longos e árduos 20 anos de trabalho.</p>Era o primeiro que conseguira comprar depois de tantos anos de esforço e estrada.</p>Apartir daquele dia, finalmente seria seu próprio patrão!</p>Ao chegar à porta de casa encontra o seu filho de 6 anos, martelando divertidamente a lataria do reluzente camião.</p>Irado e aos gritos pergunta ao filho o que está a fazer, e sem hesitar e completamente fora de si,martela impiedosamente as mãos do menino,que se põe a chorar desesperado sem entender o que estava a acontecer.</p>A mulher do camionista, corre em socorro do filho, mas pouco pode fazer.</p>Chorando junto ao menino, consegue trazer o marido á realidade, e juntos levam a criança ao hospital para tratar os ferimentos provocados.</p>Passadas várias horas de cirurgia, o médico desconsolado e muito abatido, chama os pais e informa que as dilacerações foram de grande extensão e que os dedos da criança tiveram que ser amputados.</p>Porém a criança era forte e resistira bem ao acto cirúrgico,devendo os pais aguarda-lo no quarto...</p>Ao acordar, o menino ainda sonolento esboçou um sorriso ao pai e disse:
- Pai, desculpa. Eu só queria arranjar o teu camião, como me ensinas-te no outro dia. Não te zangues comigo.</p>O pai enternecido e profundamente arrependido, deu um forte abraço no filho e disse:
-Isso já não tem qualquer importância. Não estou zangado contigo. Estou sim, arrependido de ter sido tão duro contigo, além disso o camião não se estragou.</p>Então o menino com os olhos radiantes perguntou:
- Quer dizer que não estás zangado comigo?</p> - Não, filho. Não estou . -respondeu o pai.</p>Ao que o menino pergunta:
- Pai, se estou perdoado...
Quando é que os meus dedinhos vão crescer de novo?...
publicado por Gina Geadas às 18:24
link do post | comentar | ver comentários (38) | favorito

Sobre Mim...

pesquisar

 

Silêncios Recentes

familia

amo-te?

3 passarinhos

...

O Diamante

Par de Asas

Para-Olimpíadas

Uma marca na tábua

Quero ser um televisor...

O Colar

empresa

A Sabedoria da Borbole...

Silêncios Arquivados

Setembro 2017

Abril 2017

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds