Terça-feira, 29 de Agosto de 2006

Valor da Amizade

Faz hoje 1 Ano que comecei este blog.</p>Apenas tenho a dizer....OBRIGADA...</p>
Obrigada, pelo carinho e pelos comentários, e para quem não comentou, obrigada pela visita...</p>
A todos vocês agradeço a vossa Amizade e dedico-vos o próximo texto.</p>Um beijo para todos...
</p>


amizade3.jpg





Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.
A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!

Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.

Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.

Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure.

E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo!
Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.

E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os.



Vinícius de Moraes
publicado por Gina Geadas às 00:13
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Quinta-feira, 17 de Agosto de 2006

As Três Peneiras

peneira.jpg




Olavo foi transferido de projecto.
Logo no primeiro dia, para fazer vista com o novo chefe, saiu-se com esta:

- Chefe o senhor nem imagina o que me contaram a respeito do Silva.
Disseram que ele....

Nem chegou a terminar a frase, Juliano, o chefe, aparteou:

- Espere um pouco Olavo, o que vai me contar já passou pelo crivo das tres peneiras ?

- Peneiras ? Que peneiras, chefe ?

- A primeira Olavo, é a da VERDADE. Voce tem certeza que este facto é absolutamente
verdadeiro ?

- Não, não tenho não. Como posso saber ? O que sei foi o que me contaram... Mas eu acho que...

E, novamente Olavo é interrompido pelo chefe.

- Então sua história já vazou a primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira que é a da BONDADE. O que voce vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito ?

- Claro que não! Deus me livre, chefe!! - diz Olavo assustado.

- Então - continua o chefe - sua história vazou a segunda peneira. Vamos ver a terceira
que é a da NECESSIDADE. Voce acha mesmo necessário me contar esse fato ou passá-lo adiante ?

- Não chefe. Passando pelo crivo destas peneiras, vi que NÃO SOBROU NADA do que eu iria contar falou Olavo surpreendido....

- Pois é, Olavo. Já pensou como as pessoas seriam mais felizes se todos usassem essas peneiras ? - diz o chefe sorrindo e continua:

- Da próxima vez em que surgir um boato por aí, submeta-se ao crivo dessas três Peneiras: Verdade - Bondade - Necessidade, antes de obedecer ao impulso de passa-lo adiante, porque:

PESSOAS INTELIGENTES FALAM SOBRE IDÉIAS
PESSOAS COMUNS FALAM SOBRE COISAS
PESSOAS MEDÍOCRES FALAM SOBRE PESSOAS....
publicado por Gina Geadas às 09:46
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Sobre Mim...

pesquisar

 

Silêncios Recentes

familia

amo-te?

3 passarinhos

...

O Diamante

Par de Asas

Para-Olimpíadas

Uma marca na tábua

Quero ser um televisor...

O Colar

empresa

A Sabedoria da Borbole...

Silêncios Arquivados

Setembro 2017

Abril 2017

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds