Domingo, 25 de Março de 2007

O Diamante

Por vezes a nossa vida coloca-nos em situacões que pensamos nao ter solução ou retorno, mas há sempre diamantes á espera de ser encontrados em nós ou na nossa vida. E é muito provável que eles estejam mais perto do que se imagina.
Por isso,não gastem a vossa vida numa busca inútil!
Um beijo para todos...

rio diamante.jpg
Havia um homem chamado Ali Hafed, no Irão que era fazendeiro. Ele estava contente com sua situação...a fazenda era excelente e rendosa. Tinha esposa e filhos. Criava carneiros, camelos e plantava trigo.
"Se um homem tem esposa, filhos, camelos, saúde e paz de Deus", dizia ele, é um homem rico!"
Ali Hafed continuou rico até que, certo dia, um sacerdote veio visitá-lo e começou a falar em diamantes. E o sacerdote comentou: "Eles cintilam como um milhão de sóis, na verdade, é a coisa mais linda do mundo."


De repente, Ali Hafed passou a sentir que o que tinha era pouco. E começou a ficar descontente com o que possuía. Perguntou ao sacerdote:
"Onde se podem encontrar esses diamantes? Preciso possuí-los!"
O sacerdote respondeu: "Dizem que é possível achá-los em qualquer parte do mundo. Procurando num riacho de águas transparentes correndo sobre a areia branca, em região montanhosa, e ali acharás diamantes."
Ali Hafed, então tomou uma decisão, vendeu a fazenda, confiou esposa e filhos aos cuidados de um vizinho, e se lançou na sua jornada à procura de diamantes."



Viajou pela Palestina, depois ao longo do vale do Nilo, até que, encontrou-se junto ás colunas de Hércules, entrando a seguir em Espanha.Sem recursos, e sem condições de comunicar-se com a família. Num acesso de desespero, profundamente deprimido, lançou-se ao mar e morreu...

Entretanto, o homem que adquiriu a fazenda de Ali Hafed achou uma curiosa pedra negra, enquanto o seu camelo matava a sede num riacho da propriedade.

Levou a pedra para casa, colocou-a sobre a lareira e esqueceu-se dela.

Um dia apareceu o sacerdote, outra vez. Olhou acidentalmente para a pedra negra e notou um lampejo colorido saindo de um ponto de onde saíra uma lasca. E disse ao fazendeiro:" Um diamante! Onde o encontrou?"
" Encontrei-o nas frias areias do riacho de águas claras onde levo meu camelo para beber", disse o fazendeiro.
Juntos, arrebanhando as túnicas e correndo tão depressa quanto permitiam as sandálias, dispararam rumo ao riacho. Começaram a cavar e acharam mais diamantes!...

Esse achado transformou-se na Mina de Diamantes Golconda - a maior mina do mundo!...

publicado por Gina Geadas às 10:48
link do post | comentar | ver comentários (32) | favorito

Sobre Mim...

pesquisar

 

Silêncios Recentes

familia

amo-te?

3 passarinhos

...

O Diamante

Par de Asas

Para-Olimpíadas

Uma marca na tábua

Quero ser um televisor...

O Colar

empresa

A Sabedoria da Borbole...

Silêncios Arquivados

Setembro 2017

Abril 2017

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds