Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2006

O Alpinista

Quantos de nós já propusemos desafios que parecem inalcançáveis?</p>Desafios em que tens de te vencer a ti próprio e mostrar sinal de maturidade aceitando muitas vezes o desafio do sofrimento.</p>Porque existe sempre algo que luta contra nós, como que alguém tivesse a puxar a corda aonde nos agarramos, fortalecendo os nossos nervos e aprimorando as nossas qualidades, tentando dominar-nos a nós mesmos.</p>Mas acredito que o verdadeiro heroismo consiste em persistir por mais um momento mesmo quando a corda nos escapa entre os dedos e tudo parece perdido.</p> E tu? Continuas a segurar a corda? </p>Um beijo para todos</p>

alpinista.jpg

Esta é a história de um alpinista que sempre procurava superar mais e mais desafios.
Ele resolveu, depois de muitos anos de preparação, escalar o Aconcágua.

Ele queria a glória apenas para si.

Resolveu então escalar sozinho sem nenhum companheiro, o que seria natural no caso de uma escalada dessa dificuldade.

Ele começou a subir e o dia começou a escurecer e a ficar cada vez mais tarde.

Porém ele não se tinha preparado para acampar e resolveu seguir a escalada, decidido a atingir o topo.

Escureceu... e a noite caiu como um breu nas alturas da montanha.</p>Era impossível conseguir ver um palmo à frente do nariz... não se via absolutamente nada.

Tudo era escuridão, zero de visibilidade, não havia Lua e as estrelas estavam cobertas pelas nuvens.

Subindo por uma "parede" e apenas a 100 metros do topo, ele escorregou e caiu...

Caía a uma velocidade vertiginosa, só conseguia ver as manchas que passavam cada vez mais rápidas na escuridão.

Ao cair sentia apenas uma terrível sensação de estar a ser sugado pela força da gravidade e nesses angustiantes momentos, passaram pela sua cabeça todos os momentos felizes e tristes que ele já tinha vivido.

De repente, sentiu um puxão forte que quase o partiu pela metade.

Como todo alpinista experimentado, tinha cravado estacas de segurança com grampos a uma corda comprida que tinha fixado na sua cintura.

Nesses momentos de silêncio, suspenso pelos ares na completa escuridão, o desespero fá-lo gritar:

- Oh, meu Deus! Ajuda-me! Por Favor!

Uma voz grave e profunda respondeu:

- O que queres de Mim, meu filho?

- Salva-me, meu Deus, por favor!

- Realmente acreditas que Eu te possa salvar?

- Eu tenho certeza, meu Deus.

- Então corta a corda que mantém pendurado...

Houve um momento de silêncio e reflexão.

O alpinista agarrou-se mais ainda a corda e pensou que se largasse a corda morreria...</p>

A equipa de salvamento no dia seguinte encontrou um alpinista congelado, morto, agarrado com as duas mãos a uma corda ... </p>

...a não mais de dois metros do chão.
publicado por Gina Geadas às 18:23
link do post | comentar | favorito
20 comentários:
De Carla a 26 de Maio de 2007 às 17:04
Hola a todos... soy de Chile.
Me da gusto leer esta historia en la web, porqur precisamente ayer predique de esto a los jóvenes, para que pudieran decidirse a confiar en Dios... porque confiar en Dios es una decisión... y mientras más conoces a Dios es más fácil confiar... "En tí confían los que conocen tu nombre" Salmos 9:10

Saludos a todos.
Que dios los bendiga


De kiki a 13 de Fevereiro de 2006 às 23:42
oi maria!voltei...li a história.ás vezes não keremos ouvir os concelhos dos outros.xau,jinhos.boa semana***


De Jack a 13 de Fevereiro de 2006 às 18:33
olá passando pra agradecer todo o carinho no meu blog
o seu como sempre arrasando....
e tbm pra desejar q sua senana seja mto legal..
mtos bons fluidos a vc...
bjokass e volte ao meu blog


De soslayo a 10 de Fevereiro de 2006 às 22:56
Maria, o silêncio me atormenta e no silêncio da noite algo aconteça... Aguardamos ávidamente por mais uma posta que se torne mais um presente. Um beijinho.


De sofia a 10 de Fevereiro de 2006 às 08:15
lindo texto..mostra muita força para ultrapassar os obstáculos k nos vao aparecendo pela vida fora...bjus e boa sexta feira


De Lobo Solitario a 10 de Fevereiro de 2006 às 04:58
Visitei pela 1ª vez, e estás de parabens continua tambem sou um amante do silencio da noite, e dos barulhos da mesma.


De Cristina a 9 de Fevereiro de 2006 às 16:22
Olá Maria!!!

Te encontrei no blog da Kaldinhas e vim aqui te conhecer melhor.

Adorei teu cantinho, as mensagens muito bonitas mesmo, e de muita reflexão.

Pois é infelizmente desistimos de nossos objetivos quando estamos muito próximos de alcançá-los, nos falta a confiança e a fé.

Sempre que puder venho aqui te fazer uma visitinha
Fique com Deus e até breve

Beijos


De Rita a 8 de Fevereiro de 2006 às 18:16
Ola Maria :)
Espero k esteja tudo bem por aki..Gostei de ler esta historia, da-nos k pensar!!!Eu continuo Sempre a Agarrar a cordam, e espero k nunca me deixe cair, pk knd isso acontecer vou deixar de acreditar....
Abraço Grande pra ti!!
Posso levar o teu Award???? :)Nao kero levar sem pedir!!!


De oteudoceolhar a 8 de Fevereiro de 2006 às 17:15
Querida Maria que bom reler-te....que bom ver que não te esqueçeste de mim. Obrigada pela tua visita enquanto estive fora. Um grande beijo * Mais um texto forte...raios quantas vezes (senão sempre) me sinto na corda bamba :(...sempre com medos, quando na verdade e de cabeça fria até vejo que sou capaz...enfim feitios personalidades. * Mais uma vez obrigada um grande beijinho e uma excelente semana pa ti **** Até breve ***


De oteudoceolhar a 8 de Fevereiro de 2006 às 17:15
Querida Maria que bom reler-te....que bom ver que não te esqueçeste de mim. Obrigada pela tua visita enquanto estive fora. Um grande beijo * Mais um texto forte...raios quantas vezes (senão sempre) me sinto na corda bamba :(...sempre com medos, quando na verdade e de cabeça fria até vejo que sou capaz...enfim feitios personalidades. * Mais uma vez obrigada um grande beijinho e uma excelente semana pa ti **** Até breve ***


Comentar post

Sobre Mim...

pesquisar

 

Silêncios Recentes

familia

amo-te?

3 passarinhos

...

O Diamante

Par de Asas

Para-Olimpíadas

Uma marca na tábua

Quero ser um televisor...

O Colar

empresa

A Sabedoria da Borbole...

Silêncios Arquivados

Setembro 2017

Abril 2017

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds