Quinta-feira, 1 de Setembro de 2005

Tempo de Pai

"Nos dias de hoje,e na minha humilde opinião, dá-se muita importância ás coisas e pouca importância ás pessoas,quando deveria ser exactamente o contrário, principalmente aos que nos rodeiam e nos amam mais.
Esta história é uma prova disso,e serve um pouco para refletir e pensar quantas vezes poderiamos abdicar de apenas uma hora para mostrarmos o quanto amamos alguém...
</p>

Beijo grande para todos"

pai e filho.jpg
</p>
Um menino com voz timida e os olhos cheios de admiração,pergunta ao pai, quando está a chegar do trabalho:
- Pai, quanto ganhas por hora?
</p>O pai num gesto severo responde:
- Oh pá! Isso nem a tua mãe sabe! Vá lá! Não me chateies que venho cansado.
</p>Mas o filho insiste:
- Mas pai, diz lá quanto ganhas por hora?
</p>Nessa altura o pai deu uma resposta menos severa:
- 4,50 € por hora.
</p> - Então pai, podias-me emprestar 1 €?
</p>O pai já cansado daquela conversa respondeu bastante alterado:
-Então era essa a razão para saber quanto eu ganho??
Tu sai da minha frente! Desaparece!!!
</p> Já era noite, quando o pai , por algum momento raro,começou a pensar no que tinha acontecido com o filho, e sentiu-se culpado.
Talvez, quem sabe, o filho precisa-se de comprar alguma coisa.
Querendo aliviar a sua consciência,foi até ao quarto do filho e, em voz baixa, perguntou:
</p> -Estas a dormir?
</p>-Não.
</p>-Olha, está aqui o dinheiro que me pediste, 1€.
</p>-Obrigada.- disse o filho que se levantou rapidamente e, retirou mais 3,50 € de uma caixinha que estava sob a cama e disse:

-Pronto!Agora já tenho que chegue!

- Podes-me vender uma hora do teu tempo?...

publicado por Gina Geadas às 22:12
link do post | comentar | favorito
17 comentários:
De Alex a 7 de Novembro de 2006 às 20:01
Parabéns, parabéns mesmo!
Todas as histórias tem muito a ver com nosa realidade. É tão facil ser feliz e as vezes e normalmente não somos. Precisamos de bons momentos, boas "histórias", boas pesoas, que nos ajudem a conhecer um caminho mais ameno para a verdadeira felicidade, a paz interior.
É com muita satisfação que escrevo estas poucas linhas, talvez não tenha expressado tudo que senti, estava meio que desolado e por acaso encontrei este blog. Posso dizer que sinto-me melhor agora. Muito obrigado!!!!


De ILDA MATOS a 4 de Novembro de 2005 às 17:09
Pois é...A verdade é que não nos apercebemos do tempo a passar, e o facto é que os nossos filhos estão a crescer e tal como nós, precisam de amor,carinho e atenção, temos de parar, pois o certo é que se não meteremos um travão em certas alturas da vida, quando nos apercebemos é tarde demais, pois quem amamos, está noutra, pois o nosso tempo era pouco e assim partiu para alguem que tinha tempo p/lhe dar, os filhos crescem e achamos que naõ vivemos intensamente cada dia do seu crescimento, para mim tudo o que aqui escrevo devia servir p/eu cair na real e parar, parar de me stressar com a casa, com a roupa passada, etc, e devia de dar atenção aos que mais amo e que mais precisam de mim, nomeadamente o meu filho, pensem nisto e já sabem gozem cada minuto da vossa vida com todas as pessoas que amem.beijinhos p/todos.


De jose cardoso a 11 de Outubro de 2005 às 19:01
Anseio desesperado por todos os momentos que posso partilhar com o meu tiaguito, cujos quase quatro anos e consequente traquinice me enchem de alegria e às vezes também me enlouquecem... Anseio pelos nossos sábados e domingos juntos em que podemos ir os dois por aí, ver o mar, subir ao monte, conhecer novas terras, ouvi-lo dizer "olha pai, que lindo...ahhhh"...
Anseio por lhe dar banho, acarinhá-lo, ser seu amigo, dar-lhe umas palmadas quando precisa, dormir a seu lado quando me chama...
Só não anseio por amá-lo, porque isso eu já faço todos os dias e o melhor que sei, pelo menos com toda a pureza do meu coração e toda a força do meu ser...
Parabéns Maria, o teu blog é excelente.


De meialua a 8 de Setembro de 2005 às 15:25
Olá Maria, obrigada pela visita em 1º lugar e bem vinda ao mundo da blogosfera! E sim claro que me podes linkar, deixa-me muito contente, eu farei o mesmo assim que actualizar os links. Se quiseres visita também os meus outros blogs! Esta história eu ja conhecia, mas é realmente uma grande liçao de vida, pois muitas vezes andamos a correr contra o tempo e esquecemo-nos de nesse pouco tempo dar valor as coisas que sao realmente importantes na vida. Digo coisas, como quem diz as pessoas, os sentimentos, aqueles pormenores que por vezes nos passam ao lado, mas que sao os essenciais para nos sentirmos felizes!
Beijos*


De luasol a 8 de Setembro de 2005 às 07:47
oi maria :)) fiquei encantada c essa histórinha, infelizmente é cada vez mais uma realidade, amo mui as crianças, e arrepiei me bués c as frases dele :)) vou te linkar lá no meu cantinho :))) xinhuuuuuuuuuuuuus pa tu da lua


De lua_sol a 7 de Setembro de 2005 às 21:22
Cheguei de férias e vi que já tens o blog a teu gosto, desculpa. Gostei do texto. Beijinhos e boa sorte para o blog


De alfa69 a 7 de Setembro de 2005 às 19:40
Por vezes a vida retira-nos, sem sentido o tempo que deveriamos dedicar aos filhos, é importante que possamos dar, porque deles temos muito a receber. Temos gostos parecidos, musicas e filmes o que me pareceu interessante. Sobre linkares o http://daquidali.blogs.sapo.pt devo dizer-te que é um privilégio para mim e para a colega que escreve comigo, nem precisavas pedir, também nós criaremos um link para o teu blog. Vai aparecendo que eu virei por aqui tb. Bjs


De Anjinho a 6 de Setembro de 2005 às 16:52
Fantástico! Lindo! Divino!
Esta "história" foi capaz de me pôr com as lágrimas nos olhos! Foi algo que nunca pedi ao meu, mas se fosse para lhe pagar por todas as horas que queria tar com ele, não teria dinheiro para isso.
Gostei muito mesmo, continua! :)


De kiki a 6 de Setembro de 2005 às 13:50
oi maria!tudo bem?obrigada pelo elogio,ficaria até muito agradecida se me linkasses.;-)eu também já te linkei.tens razão ás vezes para estar com aqueles mais próximos como a nossa familia semos capazes de pagar.a sociedade está a fikar de maneira que filhos e pais pouco se veem.xau,jokas grandes**


De ana luar a 6 de Setembro de 2005 às 13:43
acho que esta historia demonstra bem os maus gerentes de tempo que somos.Aminha avó sempre me ensinou que há um tempo para tudo... parabens está lindo o teu blog


Comentar post

Sobre Mim...

pesquisar

 

Silêncios Recentes

...

O Diamante

Par de Asas

Para-Olimpíadas

Uma marca na tábua

Quero ser um televisor...

O Colar

empresa

A Sabedoria da Borbole...

Olá Jesus! É o Zé!

A Balança

Valor da Amizade

Silêncios Arquivados

Abril 2017

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds