Domingo, 18 de Setembro de 2005

O Céu e o Inferno

"A inter-ajuda entre as pessoas é dos actos que considero mais bonitos, mas infelizmente não é um acto que seja posto em prática no dia a dia.</p>Senão,responde para ti próprio.</p>Quando foi a ultima vez que ajudas-te alguém?</p>Como o tempo passa, não é??...."</p> Um beijo para todos

ceu inferno.jpg
</p>

Dizem que um dia Deus convidou um homem para conhecer o Céu e o Inferno. Foram primeiro ao Inferno.
</p>Ao abrirem a porta, viram uma sala, e no centro um grande caldeirão, onde se cozinhava uma suculenta sopa. Em volta dele, estavam sentadas pessoas famintas e desesperadas.
</p> Cada uma delas segurava uma colher de cabo tão comprido que lhes permitia alcançar o caldeirão, mas não as suas próprias bocas.
</p> O sofrimento era imenso.
</p>Em seguida Deus levou o homem para conhecer o Céu.
</p> Entraram numa sala idêntica á primeira. Havia o mesmo caldeirão,as pessoas em volta e as colheres de cabo comprido. A diferença é que todos estavam saciados.
</p> - Eu não compreendo! - disse o homem
</p> - Porque é que aqui as pessoas estão felizes, enquanto na outra sala morrem de aflição,se é tudo igual?
</p>Deus sorriu e respondeu:
</p>- Ainda não percebeste? É porque aqui eles aprenderam a dar de comida uns aos outros.
publicado por Gina Geadas às 14:43
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Sábado, 17 de Setembro de 2005

A Inocência

"Um dia, fui inocente...e como todos nós, um dia também perdi essa inocência...
</p>Mas acredito que temos de deixar que toda a inocência floresça nos nossos corações para podermos ver como é bonita a felicidade que está nos momentos mais simples da Vida."</p>Um beijo para todos...

</p>

jpg33.jpg
</p>

Uma menina, diariamente vai e vem da sua escola.
</p>E apesar do mau tempo que se fazia sentir naquela manhã,ela fez o seu caminho, como de costume.
</p>Com o passar do tempo os ventos aumentaram,bem como os raios e os trovões.
</p>A mãe preocupada e pensando que a sua filha estaria com medo dos trovões, entrou no carro e foi em direção á escola
</p>Quando chegou avistou a sua filha andando,mas a cada relâmpago, a criança parava,olhava para cima e sorria.
</p>Outro e outro trovão, e após cada um, ela parava, olhava para cima, e sorria!
</p>Por fim, a menina entrou no carro, e a mãe curiosa perguntou:
-O que estavas a fazer? Porque olhavas para cima e sorrias a seguir a um trovão?
</p>A menina respondeu sorrindo:
- É que Deus não pára de me tirar fotografias!
publicado por Gina Geadas às 22:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 9 de Setembro de 2005

A Janela...

"Todos nós temos uma vizinha muito cusca e que está sempre pronta a saber da vida dos outros...São normalmente pessoas muito sós, e enquanto se preocupam com a vida dos outros, deixam a delas passar ao lado.
</p>Mas no fundo todos nós temos um pouco de cuscos...
</p>Nunca nos podemos esquecer, é que é sempre melhor primeiro olharmos para nós mesmos, antes de apontarmos o dedo seja a quem for...
</p>Um beijo grande para todos

</p>

janela.jpg
</p>

Um casal recém-casado,mudou-se para um bairro muito tranquilo.
</p>Na primeira manhã que passavam na casa,enquanto tomavam o pequeno-almoço,a mulher olhou pela janela e ficou observando a sua vizinha que estendia lençois no estendal e comentou com o marido:
</p>-Que lençois sujos a nossa vizinha está a pendurar! Deve ser uma preguiçosa.De certeza que não esfrega a roupa, deve só passar por água.
</p>O marido observou e escutou-a calado.
</p>Três dias depois, a vizinha novamente pendurava lençois no seu estendal e a mulher voltou a comentar para o marido:
</p>-A nossa vizinha continua a pendurar os lençois sujos! Será que ela não se envergonha? Se eu tivesse mais confiança e á vontade com ela já me tinha oferecido para lhe ensinar a lavar a roupa como deve ser.
</p> E assim, de tempos a tempos a mulher repetia o seu discurso, enquanto a vizinha estendia a sua roupa.
</p>Passado um mês, a mulher surpreende-se ao ver estendidos uns lençois muito brancos e, empolgada foi a contar ao marido:
</p>- Já viste? Finalmente a nossa vizinha aprendeu a lavar a roupa! Nem dá para acreditar! O que será que aconteceu? Não lhe foste dizer nada, pois não?
</p>-O marido olhou fixamente para a esposa e calmamente respondeu:
</p>-Não querida.Eu apenas me levantei mais cedo hoje e lavei os vidros da nossa janela.
publicado por Gina Geadas às 23:37
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 1 de Setembro de 2005

Tempo de Pai

"Nos dias de hoje,e na minha humilde opinião, dá-se muita importância ás coisas e pouca importância ás pessoas,quando deveria ser exactamente o contrário, principalmente aos que nos rodeiam e nos amam mais.
Esta história é uma prova disso,e serve um pouco para refletir e pensar quantas vezes poderiamos abdicar de apenas uma hora para mostrarmos o quanto amamos alguém...
</p>

Beijo grande para todos"

pai e filho.jpg
</p>
Um menino com voz timida e os olhos cheios de admiração,pergunta ao pai, quando está a chegar do trabalho:
- Pai, quanto ganhas por hora?
</p>O pai num gesto severo responde:
- Oh pá! Isso nem a tua mãe sabe! Vá lá! Não me chateies que venho cansado.
</p>Mas o filho insiste:
- Mas pai, diz lá quanto ganhas por hora?
</p>Nessa altura o pai deu uma resposta menos severa:
- 4,50 € por hora.
</p> - Então pai, podias-me emprestar 1 €?
</p>O pai já cansado daquela conversa respondeu bastante alterado:
-Então era essa a razão para saber quanto eu ganho??
Tu sai da minha frente! Desaparece!!!
</p> Já era noite, quando o pai , por algum momento raro,começou a pensar no que tinha acontecido com o filho, e sentiu-se culpado.
Talvez, quem sabe, o filho precisa-se de comprar alguma coisa.
Querendo aliviar a sua consciência,foi até ao quarto do filho e, em voz baixa, perguntou:
</p> -Estas a dormir?
</p>-Não.
</p>-Olha, está aqui o dinheiro que me pediste, 1€.
</p>-Obrigada.- disse o filho que se levantou rapidamente e, retirou mais 3,50 € de uma caixinha que estava sob a cama e disse:

-Pronto!Agora já tenho que chegue!

- Podes-me vender uma hora do teu tempo?...

publicado por Gina Geadas às 22:12
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito

Sobre Mim...

pesquisar

 

Silêncios Recentes

familia

amo-te?

3 passarinhos

...

O Diamante

Par de Asas

Para-Olimpíadas

Uma marca na tábua

Quero ser um televisor...

O Colar

empresa

A Sabedoria da Borbole...

Silêncios Arquivados

Setembro 2017

Abril 2017

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds