Sábado, 29 de Outubro de 2005

O Medo

O tempo passa... e dou por mim olhando o espelho e questionando a imagem refletida...</p>Quantas portas deixei por abrir com medo de arriscar?</p> Quantas vezes perdi a liberdade e morri por dentro, apenas por sentir medo de abrir a porta dos meus sonhos? </p>Com medo do que existiria para lá dessa porta...</p>Um beijo para todos </p>



porta.jpg</p>Numa terra em guerra havia um rei que causava espanto.</p>Sempre que fazia prisioneiros, não os matava: levava-os a uma sala onde havia um grupo de arqueiros de um lado, e uma imensa porta de ferro do outro, sobre a qual viam-se gravadas figuras de caveiras cobertas de sangue.</p>Nesta sala ele colocava-os em fila e dizia-lhes:</p>- Vocês podem escolher entre morrerem flechados pelos meus arqueiros ou passarem por aquela porta, e por mim serem lá trancados.</p>Todos escolhiam serem mortos pelos arqueiros.</p>Ao terminar a guerra, um soldado que por muito tempo servira o rei, dirigiu-se ao soberano:</p>- Senhor, posso fazer-lhe uma pergunta?</p>- Diga soldado!</p> - O que havia por detrás da porta assustadora?</p>- Và e veja você mesmo.</p> O soldado, então , abre vagorosamente a porta e, à medida em que o faz, raios de sol vão adentrando e clareando o ambiente...</p>E finalmente ele descobre surpreso que...</p>A porta abria-se sobre um caminho que conduzia à Liberdade!</p>O soldado admirado, olha o seu rei que diz:</p>-Eu dava a eles a escolha, mas preferiam morrer a arriscar-se a abrir esta porta!...
publicado por Gina Geadas às 23:59
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
Terça-feira, 11 de Outubro de 2005

A Tijela

Quantos há, que julgam que as crianças, por serem crianças, não têm a percepção do que se passa ao seu redor?...</p>Todos já fomos crianças..e todos nós temos lembranças que sempre nos acompanharam.</p> Não esqueças que os olhos delas observam,as orelhas escutam e que as suas mentes processam as mensagens que absorvem... </p> Um beijo para todos</p>


avo a mesa.jpg</p>

Um frágil e velho homem foi viver com o seu filho e nora e neto de 4 anos.</p> As mãos do velho homem tremiam e a vista era enublada e os seus passos hesitantes.</p> A familia comia junta á mesa.
Mas as mãos trémulas do avô e a sua pouca visão, tornavam dificil o acto de comer.</p>As ervilhas rolavam da colher para o chão, e quando ele segurou um copo,o leite derramou na toalha da mesa.
A confusão irritou fortemente o filho:</p>- Nós temos que fazer alguma coisa com o meu Pai.
Estou farto do leite derramado, de o ouvir comer ruidosamente, da comida caída no chão.</p> Assim, o casal preparou uma pequena mesa no canto da sala.
Lá, o velhinho comia sozinho enquanto a restante familia desfrutava do jantar.</p>Desde o dia em que o avô tinha partido um ou dois pratos, a comida dele era servida numa tijela de madeira.</p> Quando a familia olhava de relance em direcção ao avô , percebiam nele uma lágrima por estar só.Ainda assim,as unicas palavras que o casal tinha para ele eram advertências acentuadas quando ele derrubava um garfo ou deixava cair comida.</p> O neto de 4 anos assistiu a tudo em silêncio.</p>Uma noite antes de jantar, o pai reparou que o menino estava a brincar no chão com pequenos peçados de madeira.</p>Ele perguntou docemente ao filho:
-Que estás tu a fazer com esses bocadinhos de madeira?</p> A criança docemente respondeu:
-Oh! Estou a tentar fazer uma tijela para ti e para a Mamã comerem quando eu crescer...
publicado por Gina Geadas às 23:52
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
Sábado, 1 de Outubro de 2005

O Eclipse

Hoje tenho uma história que eu considero lindissima,é a prova que não há amor impossivel, e que vale a pena todo o esforço para se viver esse amor, mesmo que ele dure só um instante.
</p>Porque Deus está nos detalhes...
</p>Um beijo para todos


eclipse.jpg
</p>Quando o Sol e a Lua se encontraram pela primeira vez, apaixonaram-se perdidamente e apartir dai começaram a viver um grande Amor.</p>Acontece que o Mundo ainda não existia e no dia em que Deus resolveu cria-lo, deu-lhes então o toque final... o brilho!</p>Ficou decidido que o Sol iluminaria o dia e que a Lua iluminaria a noite, sendo assim obrigados a viver separados.</p>Abateu-se sobre eles uma grande tristeza quando tomaram conhecimento que nunca mais se encontrariam.A Lua foi ficando cada vez mais amargurada, mesmo com o brilho que Deus lhe tinha dado, ela foi-se tornando solitária. O Sol por sua vez tinha ganho um titulo de nobreza "ASTRO REI", mas isso não o fez feliz.</p> Deus então chamou-os e explicou-lhes:
- Vocês não devem ficar tristes, ambos agora possuem um brilho próprio.
Tu Lua, iluminarás as noites frias e quentes, encantarás os enamorados e serás diversas vezes motivo de poesias.</p> Quanto a ti Sol,sustentarás esse titulo porque serás o mais importante dos astros, iluminarás a terra durante o dia,fornecerás calor para o ser humano e a tua simples presença fará as pessoas mais felizes.</p>A Lua entristeceu-se muito com o seu terrivel destino e chorou dias a fio...
Já o Sol ao vê-la sofrer tanto, decidiu que não poderia deixar-se abater pois teria que dar-lhe forças e ajudá-la a aceitar o havia sido decidido por Deus.</p>No entanto a sua preocupação era tão grande que resolveu fazer um pedido a Ele:
- Senhor ajude a Lua por favor,ela é mais frágil do que eu e não suportará a solidão...
E Deus na sua imensa bondade criou as estrelas para fazer companhia a ela.</p> A Lua sempre que está muito triste, recorre ás estrelas que fazem tudo para consolá-la,mas nem sempre conseguem.
Hoje eles vivem assim...separados, o Sol finge que é feliz, a Lua não consegue esconder que é triste.
O Sol ainda arde de paixão pela Lua e ela ainda vive na escuridão da saudade.</p>Dizem que a ordem de Deus era para a Lua ser sempre cheia e luminosa, mas ela não consegue isso...porque ela é mulher... e uma mulher tem fases.
Quando feliz consegue ser cheia, quando infeliz é minguante e quase é impossivel ver o seu brilho.</p> A Lua e o Sol seguem o seu destino,ele solitário mas forte, ela acompanhada das estrelas, mas fraca.
</p>Acontece que Deus decidiu que nenhum Amor nesse mundo seria de todo impossivel, nem mesmo o da Lua e do Sol...e por isso criou o eclipse!</p>Hoje o Sol e a Lua vivem á espera desse instante, desses raros momentos que lhe foram concedidos e que custam tanto a acontecer.</p> De hoje em diante, quando ollhares para o céu e vires o Sol a encobrir a Lua, é porque ele deitou-se sobre ela e começaram a amar-se, e ao acto desse amor deu-se o nome de eclipse.O brilho do êxtase deles é tão grande que aconselha-se a não olhar para o céu nesse momento, pois os teus ollhos poderão cegar por ver tanto amor...
publicado por Gina Geadas às 13:41
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

Sobre Mim...

pesquisar

 

Silêncios Recentes

familia

amo-te?

3 passarinhos

...

O Diamante

Par de Asas

Para-Olimpíadas

Uma marca na tábua

Quero ser um televisor...

O Colar

empresa

A Sabedoria da Borbole...

Silêncios Arquivados

Setembro 2017

Abril 2017

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds