Sexta-feira, 11 de Novembro de 2005

Pedido de uma filha...

Quantos de nós, tivemos momentos na nossa adolescência, em que nos sentimos o ser mais incompreendido??</p>Consideravamos que não confiavam ou acreditavam em nós, e muitas vezes dissemos a nós mesmos ...</p>"- Nunca vou ser assim para os meus filhos!"</p>O tempo passa, e damos por nós a dizer-lhes, as mesmas frases, as mesmas expressões e provavelmente até a fazer os mesmos erros dos nossos pais.</p>Prova disso... é que o mais natural, era esta carta pertencer á nossa adolescência, porque nos identificamos com ela...</p>Mas também ela se identificará com a adolescência dos nossos filhos...</p> Um beijo para todos </p>
carta de uma filha.bmp


Não tenham medo de ser firmes comigo, prefiro assim, isso faz com que eu sinta segurança.</p> Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo o que peço, no fundo só vos estou a experimentar.</p> Não deixem que eu adquira maus hábitos, dependo de vocês para saber o que é certo ou errado.</p> Não me corrijam com raiva e nem na presença de estranhos. Aprenderei muito mais se me falarem com calma e em particular.</p> Não me protejam das conseqüências dos meus erros, às vezes eu preciso aprender pelo caminho mais áspero.</p> Não levem muito a sério as minhas pequenas dores, necessito delas para obter a atenção que desejo.</p> Não me façam promessas que não poderão cumprir depois. Lembrem-se que isso me deixará profundamente desapontada.</p> Não ponham á prova a minha honestidade, sou facilmente tentada a dizer mentiras.</p> Não me mostrem um Deus carrancudo, isso afastar-me-á D´Ele.</p>
Não digam que não conseguem controlar-me, ou julgarei que sou mais forte que vocês.</p> Não desconversem quando eu fizer perguntas, senão eu procurarei na rua as respostas que não tive em casa.</p> Não se mostrem para mim como pessoas perfeitas e infalíveis, porque ficarei extremamente chocada quando descobrir algum erro de vocês.</p> Não desistam nunca de ensinar-me o bem, mesmo que eu pareça não estar a aprender.</p> Não vivam apontando os defeitos dos outros porque isso criará em mim, desde cedo, um espírito intolerante.</p> Não me tratem como uma pessoa sem personalidade. Lembrem-se que eu tenho a minha própria maneira de ser.</p>
E principalmente, confiem e acreditem em mim...
publicado por Gina Geadas às 17:43
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Sobre Mim...

pesquisar

 

Silêncios Recentes

familia

amo-te?

3 passarinhos

...

O Diamante

Par de Asas

Para-Olimpíadas

Uma marca na tábua

Quero ser um televisor...

O Colar

empresa

A Sabedoria da Borbole...

Silêncios Arquivados

Setembro 2017

Abril 2017

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds